Diciembre 2015

El criterio de sostenibilidad fiscal: un cuestionamiento sobre los efectos del acto legislativo 03 de 2011

35



 

 

DOI: http://dx.doi.org/10.15425/redepub.35.2015.12

-
--------------------------------------------------------

Resumen

 

El Acto Legislativo 03 de 2011 introduce la sostenibilidad fiscal en la Constitución colombiana como un criterio orientador de los órganos y poderes del Estado. Desde su trámite legislativo, generó un agitado debate tanto dentro como fuera del Congreso. Dicho debate ha enfrentado a quienes afirman que el Estado social de derecho se ve vulnerado por la reforma con quienes defienden la estabilidad macroeconómica como una necesidad del Estado. Entre otras características, estas dos posiciones comparten un presupuesto: la eficacia prácticamente absoluta del acto legislativo. Este trabajo, por medio de una revisión de varios documentos relevantes, pretende encontrar un punto alternativo entre esas dos posiciones y aproximarse críticamente a los efectos de la reforma, para cuestionar su eficacia. Se sostiene que el acto legislativo no es realmente eficaz por cuanto no ha producido un cambio de paradigma en la manera como los poderes del Estado desarrollan sus funciones y toman decisiones.

---------------------------------------------------------

Abstrac

 

Legislative Act 03 of 2011 introduces fiscal sustainability to the Colombian Constitution as a guiding criterion for state branches and authorities. Since its legislative process, it generated a heated debate both inside and outside Congress. This debate pits those who claim that the social rule of law is breached by the reform against those who stand up for macroeconomic stability as a necessity of the state. Among other features, these two positions share an implicit assumption:the almost total efficacy of the amendment. This piece, through a review of several relevant documents, aims to find an alternative point between these two positions and take a critical approach to the effects of the reform, in order to question its efficacy. The author argues that the legislative act is not truly effective, given the fact that it has not produced a paradigm shift in the way the branches of government perform their duties and make decisions.

 

---------------------------------------------------------

 

 

Resumo

 

O Ato Legislativo 03 de 2011 introduz a sustentabilidade fiscal na Constituição colombiana como um critério orientador dos órgãos e poderes do Estado. Desde seu trâmite legislativo, gerou um agitado debate tanto dentro quanto fora do Congresso. Dito debate tem enfrentado aqueles que afirmam que o Estado social de direito se vê vulnerado pela reforma, com aqueles que defendem a estabilidade macroeconômica como uma necessidade do Estado. Entre outras características, estas duas posições compartilham um pressuposto: a eficácia praticamente absoluta do ato legislativo. Este trabalho, por meio de uma revisão de vários documentos relevantes, pretende encontrar um ponto alternativo entre essas duas posições e aproximar-se criticamente dos efeitos da reforma, para questionar sua eficácia. Sustenta-se que o ato legislativo não é realmente eficaz enquanto não tiver produzido uma mudança de paradigma na maneira como os poderes do Estado desenvolvem suas funções e tomam decisões.

 

Categorias: